top of page

Saiba como usar o FGTS para compra de próteses e órteses



O dia a dia de uma pessoa com limitação motora ou com algum tipo de deficiência física - causada por uma condição genética ou por meio um acidente - pode mudar com o uso de uma prótese, uma órtese ou mesmo de uma cadeira de rodas.

A aquisição de um desses três recursos pode transformar de maneira profunda a vida de uma pessoa com deficiência física. Isso por que tais recursos são capazes de devolver à vida desses indivíduos a liberdade de ir e vir sem o auxílio de terceiros, a possibilidade de retomar sua rotina pessoal e profissional de maneira plena e a capacidade de recuperar a autoestima e confiança que muitos pacientes, nos primeiros meses ou anos de tratamento, acabam perdendo.

No último mês de agosto trabalhadores com recursos ativos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) que possuem algum tipo de deficiência física ou sensorial, tiveram uma boa notícia; o governo autorizou o saque dos valores disponíveis para compra de próteses e órteses.

Antes da mudança na regra de saque do FGTS, o recurso só podia ser utilizado em casos específicos, tais como: